segunda-feira, 21 de agosto de 2017

O regresso de férias (II)

Há de certeza um conluio. Entre a EDP, as Águas do Porto, a NOS ou a MEO e, sobretudo, muito sobretudo, a Autoridade Tributária. Todas se organizam para nos enviarem extensa correspondência no clássico mês de Agosto. O conluio vai ao ponto – de certeza! – de se organizarem para saberem com rigor da data da nossa partida. Suspeito que as cartas são depositadas na caixa de correio no justo momento em que, depois de batermos a porta do carro e arrancarmos, desaparecemos no horizonte da nossa rua por uns dias.

E não fazem a coisa por menos – há que concentrar em Agosto aquelas cartas com prazos de pagamento muito curtos, garantindo-se assim o «doloso» incumprimento. E, claro, hão-de ser justamente aquelas contas que já só poderão ser pagas nas diversas instalações dos diferentes serviços.

Até já acho graça ao cerimonial. Fim do mês de Agosto. Encontros marcados nos serviços de água, luz, televisão, finanças. Ticket na mão. Bancos de espera todos ocupados. Ar condicionado pela avaria do ar condicionado. Cartas encarquilhadas na mão (secaram depois de terem estagiado molhadas na caixa de correio). Semblante meio envergonhado, ou não fossem encontros de devedores …

#Saladesestar